terça-feira, 20 de dezembro de 2011

O problema SPAM


Quero expressar minha opinião com respeito ao artigo, O Brasil no cenário do envio de spam. Eu o li em 07/01/2010 neste link: http://www.cgi.br/publicacoes/documentacao/spam.htm

Neste documento é citado que o problema do spam vem aumentando no Brasil deviso ao abuso de máquinas dos usuários finais e que medidas como a Gerência de Porta 25[1] poderão trazer bons resultados.

Como gerente de TI e Atendimento ao Cliente, venho observando que sim, o abuso de máquinas dos usuários finais está aumentando. E vejo que não, medidas como a Gerência de Porta 25, verificação de DNS reverso politica SPF e tantas outras técnicas que são criadas não resolverão o problema do spam, porque no fim as técnicas acabam sendo burladas.

A resolução está nos usuários finais aliado a melhoria da qualidade, estabilidade e preço da banda larga brasileira.

Como dito no artigo mencionado no início, os usuários precisam adotar uma postura mais pró-ativa na Internet[2]. Devem deixar de ser meros consumidores e passarem a ser clientes de verdade.

Vejo como uma medida extremamente cabível é; estimular os usuários a abandonarem o uso de clientes/programas de e-mail e passarem a usar o webmail de seus provedores.

Neste ponto entra a melhoria da qualidade, estabilidade e preço da banda larga brasileira, não apenas para o usuário final mas para os provedores de hospedagem também, melhorando assim a performance dos webmails.

Com o aumento do uso de webmail não teremos máquinas de usuários finais sendo conectadas à porta 25, basicamente a porta 80 ou uma outra específica para o webmail acessado via browser (navegador de páginas na internet). Com o webmail, as mensagens tem origem direto no servidor de hospedagem, e são enviadas para o servidor de destino. Servidores estes que tem a sua disposição técnicos capacitados para manter o bom funcionamento.

Os usuários devem abandonar o hábito de salvar senhas. Existem muitos vírus de computador conseguem roubar senhas salvas nos clientes/programas de e-mail e com isso disparar spans autenticando com o login do usuário em seu servidor de hospedagem.

Além do uso de webmail, os usuário finais devem ser estimulados a configurar as suas contas de e-mail para aceitarem mensagens apenas de suas listas brancas e esquecer o uso de listas negras. Assim como na configuração de um firewall, é muito mais prático fechar todas as portas e depois abrir apenas as portas que são necessárias. Ou seja, é muito mais prático liberar os endereços dos amigos do que bloquear o resto do mundo.

Outra prática que deve ser abolida é o e-mail marketing. É apenas um nome bonito para spamer. Todos odeiam receber spam, mas adoram enviar. Politica de e-mail marketing é o mesmo que vender habilitação para um motorista imprudente, ou porte de arma de fogo.

O ambiente do e-mail é destinado para comunicação formal e documentação. Não é lugar para o marketing.

O spam não é um problema apenas dos provedores de hospedagem ou de banda larga, ou de quem entende de informática. É um problema de todos e deve ter a colaboração de todos para ser eliminado. Vamos deixar de ser hipócritas preguiçosos e acordar para realidade, somos todos responsáveis e culpados de tudo.

Referencias.
[1] The Only Good Spam Comes from Hormel, Dr. Rob Kolstadhttp://www.usenix.org/publications/login/2005-02/openpdfs/motd.pdf

[2] Cartilha de Segurança para Internet http://cartilha.cert.br/
Vídeos Educativos do Antispam.br http://www.antispam.br/videos/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grato por comentar